Governo confirma que 12 pessoas morreram pelas chuvas em São Paulo

Compartilhe!

Subiu para 12 o número de mortos por conta das fortes chuvas que atingiram a Grande São Paulo desde a noite de ontem até a madrugada de hoje. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros e pelo governo do Estado.

Por volta das 13h, os bombeiros já anunciavam que as chuvas haviam causado 12 mortes, mas o órgão voltou atrás às 15h14, corrigindo o número para 11 mortes. Em nova atualização, eles confirmaram os doze óbitos. 

A décima segunda morte foi um homem de 45 anos. O carro que ele dirigia, segundo os bombeiros, caiu em um córrego que chega ao rio Tamanduateí na avenida Engenheiro Olávo Alaisio de Lima, em Santo André, na Grande SP.

Em entrevista na tarde de hoje, o governador do estado, João Doria (PSDB), pediu que a população paulista não saia de suas casas ao menos que seja estritamente necessário. Doria afirmou que as chuvas intensas ainda ocorrerão nas próximas 48 horas. 

Segundo os Bombeiros, foram seis vítimas de afogamento e cinco vítimas de deslizamentos por conta das chuvas. As mortes foram registradas em:

  • 4 em Ribeirão Pires por deslizamento
  • 3 em São Caetano do Sul por afogamento
  • 2 em Santo André por afogamento
  • 1 em Embu das Artes por deslizamento
  • 1 em São Bernardo do Campo por afogamento
  • 1 em São Paulo por afogamento

Às 23h40 de ontem, uma casa desabou na rua Caiçara, no bairro Estância das Rosas, em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo, matou quatro pessoas e deixou ferida outras duas pessoas.

meio

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a corporação foi acionada para 601 ocorrências de enchentes entre meia-noite e 6h30 de hoje. “Não me lembro de um número tão grande de acionamentos para enchentes”, disse Capitão Marcos Palumbo. 

O rio Tamanduateí, na avenida do Estado, transbordou e a prefeitura de São Paulo suspendeu o rodízio de veículos no período da manhã desta segunda. Toda a capital foi colocada em estado de atenção, segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências) por mais de 14 horas, deixando o estado apenas às 12h05 de hoje.

Read More

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.